Construa seu Futuro

set
13

Construa seu Futuro

 

O grande momento, o da escolha profissional, chegou. Para tomar essa decisão com tranquilidade e segurança, é preciso refletir sobre quem é você e que tipo de vida quer levar.

Você sabe: tudo que envolve escolha é difícil. Primeiro, porque diferentes opções podem parecer igualmente atrativas. Depois, porque decidir-se por uma coisa significa abrir mão de outra, ou de outras, e a gente nunca quer perder nada. E, quando o assunto é escolha profissional, então, entram pelo menos dois novos complicadores na jogada. O leque de possibilidades é imenso – atualmente, são mais de 200 opções de carreira –, e ainda há o peso de ser a primeira grande escolha que você fará e que, teoricamente, é para sempre.

Mas calma! Existem vários recursos e dicas que podem te ajudar nesse processo. Para facilitar o seu percurso rumo à grande decisão, preparamos um roteiro com os seis grandes pilares que você deve considerar nesse momento. Siga as nossas dicas e ponha já a mão na massa!

1. Saiba quem é você
Conhecer-se é fundamental. Reflita sobre o que gosta de fazer e quais são suas características pessoais. Lembre-se de que o trabalho costuma ocupar grande parte do dia e define um estilo de vida. Por isso, é importante que você se identifique com os temas, as pessoas e os ambientes que farão parte de seu cotidiano Questione-se, também, se daqui a dez anos você terá os mesmos interesses que tem hoje. Assim, você põe sua escolha profissional num contexto de longo prazo.

Mãos à obra: Liste seus interesses e habilidades e registre o estilo de vida que lhe agrada.

2. Fique por dentro do assunto
Antes de escolher uma carreira, é importante reunir o máximo de informações sobre as profissões. Lembre-se de que escolher uma carreira tradicional pode ser uma decisão preguiçosa, pois seu futuro pode estar em uma profissão que você nem sabe que existe – daí a importância de estar bem informado.

Mãos à obra: Que tal começar pesquisando sobre as profissões? Importante conhecer para escolher!

3. Elabore uma lista
Uma vez identificadas uma ou duas áreas de interesse, é hora de ir mais a fundo e tentar chegar a uma lista das profissões que lhe agradam. Neste momento, mais fácil do que definir o curso é descartar aqueles que você não seguiria de jeito nenhum. Tente associar algumas de suas habilidades e características, sugeridas no item 1, com determinadas profissões.

Mãos à obra: Chegue a uma lista menor que a original, desta vez apenas com as “finalistas”. Para isso, leia atentamente como é a profissão, o mercado de trabalho, as áreas de atuação e o curso das opções que mais chamaram sua atenção.

 

                                                                                                                Cuidado no acabamento!

Outras dicas importantes para você considerar

Não baseie sua decisão exclusivamente no desempenho obtido nas matérias da escola. A boa performance em uma disciplina é apenas um indicativo. É importante conhecer o programa do curo e saber que tipo de atividade o profissional desempenha no dia a dia.

A questão financeira é importante, mas não pode ser o único fator na decisão. Com as oscilações no mercado de trabalho, uma carreira pode ficar saturada, e você corre o risco de ficar sem o dinheiro e sem a profissão de que gosta.

É comum os pais participarem da escolha da profissão dos filhos. Ouça a opinião deles com atenção e reflita sobre se o desejo deles coincide com sua vontade. Lembre-se de que a escolha da carreira cabe exclusivamente a você.

Ao definir a profissão, você não determina a sua carreira. Um mesmo curso permite várias possibilidades de atuação profissional.

4. Visite faculdades

Já com algumas opções em mente, é hora de confirmar se aquilo que você imagina sobre o curso condiz com a realidade. Para isso, nada melhor do que visitar algumas faculdades e conferir de perto como são as aulas e a rotina de estudos.

Mãos à obra: Procure as faculdades de seu interesse, em sua cidade. Faça uma visita e troque ideias com alu-nos e professores. Vale fazer uma listinha com tudo o que deseja saber. Não tenha vergonha de perguntar. O importante é não ficar com dúvidas.

5. Converse com profissionais

Para reafirma sua escolha (ou mudá-la enquanto é tempo), que tal um bate-papo com profissionais da área? Assim, você terá uma visão mais concreta de como é o ambiente de trabalho e o dia a dia da profissão.

Mãos à obra: Procure também, por meio de seus amigos e parentes, alguém que trabalhe na área de seu interesse. Agende um encontro, de preferência no local de trabalho da pessoa. Observe o ambiente e o modo como as pessoas desempenham suas atividades. Não se esqueça de questionar quais os pontos fortes e fracos daquela profissão.

6. Peça ajuda ou cheque sua escolha

Mesmo depois de todo esse processo, algumas questões e inseguranças podem permanecer, como não conseguir decidir-se entre duas (ou até mais) profissões. Em alguns casos, vale a pena procurar ajuda especializada – até mesmo para confirmar sua decisão.

Mãos à obra: Consulte um profissional especializado em orientação profissional.

About the Author:

Leave a Comment!

You must be logged in to post a comment.